Livros lidos em junho

Eita vida corrida… Difícil conseguir ler tudo o que se deseja, ver tudo o que se sonha, comer tudo o que se tem vontade, beber de todas as fontes imagináveis…

Mas a gente segue curtindo e vivendo do jeito que é bom: um dia após o outro.

Minhas leituras deste mês que hoje finda:

XXXVI. Mulher sob a influência de um algoritmo, Rita Isadora Pessoa (Cepe Editora, III Prêmio CEPE Nacional de Literatura 2017 Poesia)

XXXVII. Feminismo para os 99%: um manifesto, Cinzia Arruza, Tithi Bhattacharya, Nancy Fraser.

XXXVIII. O sentido de um fim, Julian Barnes (Tag Curadoria)

(XXXIX.) Ae falência, Julia Lopes de Almeida (parei)

XXXIX. A via crucis do corpo, Clarice Lispector.

XL. As mais belas coisas do mundo, Valter Hugo Mãe.

XLI. Uma ideia toda azul, Marina Colasanti.

XLII. O livro das ignorãnças, Manoel de Barros.

XLIII. O Cérebro no mundo digital: os desafios da leitura na nossa era, Maryanne Wolf. (Ainda lendo)

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s