A crítica e o humor em tempos de redes sociais

O humor é extremamente importante para que críticas sejam feitas e mais pessoas percebam/entendam a realidade em que vivem. Os jornais e revistas sempre contrataram profissionais para produzirem charges, cartoons, tiras com o fim de ilustrar, com humor e ironia, o cotidiano e as peripécias sociais. Entretanto, com o advento das redes sociais, qualquer pessoa comum passou a poder produzir e compartilhar suas ideias – sejam elas boas ou não, baseadas em fatos reais ou falsas notícias e com uma duração temporal maior ou menor. O que interessa em uma ou outra é, na maioria dos casos, a crítica e a ridicularização da situação.

Eis alguns exemplos de construções, a princípio anônimas, intensamente compartilhadas esta semana via WhatsApp. As duas primeiras dizem respeito à situação de abandono da cidade do Rio de Janeiro e ao sentimento de perda da laicidade já que o prefeito é um bispo da igreja universal, embora licenciado.

  • Paródia com o versículo do Salmo bíblico “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará”:

  • Referência às palavras que nomeiam as praias que entram em desacordo com a fé do prefeito:

 

O segundo grupo foi criado diante da absurda decisão do Senado de negar a decisão do STF e manter o mandato de Aécio Neves, político claramente envolvido em várias questões de corrupção e de jogo de poder.

 

 

Este último não é anônimo (compartilho porque é publicação pública) e liga a questão política acima a um conhecimento de mundo referente a outra discussão que está ocorrendo na sociedade: a censura a uma performance de um artista nu em museu de São Paulo.

Como já disse, o objetivo de tudo isso é produzir o riso pequeno, isto é, gerar o ridículo, demonstrar o absurdo da situação vivida. Pena que a construção de humor popular nas redes sociais não está sendo suficiente para levantar o povo da cadeira a fim de gritar e se manifestar contra toda essa loucura que estamos vivendo.

Outro cidadão comum como eu, pertencente à grande teia comunicativa, ironiza a atual apatia da população brasileira, fazendo alusão a um conhecimento de mundo recente.

Independente de você concordar ou não com as criações humorísticas aqui apresentadas, é impossível ignorar a criatividade. Esta última é do Mário, um chargista profissional:

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s