“Véspera”, Carla Madeira

O que é uma família de bem? Como se criam e se formam os filhos de uma família tradicional? Suas dores e dissabores são menores do que as das chamadas famílias desajustadas (parâmetro de comparação de quem se considera norma, normal)? As famílias constituídas por pai, mãe e filhos conseguem proteger seus filhos e educá-los sem maiores percalços emocionais? Irmãos e irmãs, filhos de um mesmo pai e de uma mesma mãe, criados igualmente sobre o mesmo teto, vão responder às demandas da vida de forma parecida e com um mesmo equilíbrio psicológico?

Essas perguntas afloram com a leitura de “Véspera”. Carla Madeira costura sua narrativa de um modo inovador com uma deliciosa prosa poética por meio de capítulos que se revesam entre presente e passado. E logo no início conhecemos o mote que nos permite penetrar na vida de personagens provenientes de famílias comuns que têm suas vidas abaladas por dilemas morais e situações inaceitáveis de violência. São esses personagens que nos levam a experimentar problemas na intimidade da vida privada que se apresentam indefensáveis e, por meio deles, podemos refletir sobre a sociedade em que vivemos, nossos conceitos e preconceitos.

Estou mexida e encantada. Li 2 livros dela seguidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s