A tirania do mérito, Michael J. Sandel

Eu ainda estou muito impactada com este livro. Embora Sandel faça uma análise extensa do que é a meritocracia, com uma percepção histórica exemplificada com a realidade americana, o que mais me marcou foi a clareza da percepção do que ela gerou na sociedade atual e que motivou um revertério político: a meritocracia promoveu um ressentimento de parcela da classe média motivada pela perda de espaço no mercado e de poder aquisitivo. Sandel diz que “o mantra de que pessoas que trabalham duro e seguem as regras conseguem ascender até onde seus talentos as levam” escondeu uma dura realidade. As elites meritocráticas “não notaram que, para quem fica preso no fundo ou lutando para ficar boiando, a retórica da ascensão era menos uma promessa do que uma provocação”. (p. 104)

Segundo o professor de Harvard, “de fato, há uma razão para pensar que a antipatia populista direcionada às elites meritocráticas tiveram um papel importante na eleição de Trump e no surpreendente referendo na Grã-Bretanha para deixar a União Europeia.” (p. 103)

O livro trata da realidade americana e faz alguns paralelos com países da Europa. É, porém, fácil correlacionar a eleição de Bolsonaro aqui no Brasil com o ressentimento também da nossa classe média (majoritariamente branca),  diante de questões como a globalização e a necessidade cada vez maior de se obter um diploma no Ensino Superior em universidades de ponta, para se conseguir um lugar ao sol. Que tal refletirmos sobre as discussões de “Escola sem partido”, kit gay, cotas raciais e sociais e o desmonte da Cultura e das Universidades?!

“Mas várias pessoas da classe trabalhadora que apoiaram Trump, o Brexit e partidos populistas em outros países pareciam menos interessadas em promessas de mobilidade ascendente do que em reafirmações de soberania nacional, identidade e orgulho.” (p. 103)

É isso. O livro me trouxe algumas respostas para o que estamos vivendo e muitas outras perguntas…

Uma delas é:

Como sairemos deste buraco em que nos metemos?

3 comentários

  1. Isto vai levar um eternidade não vamos ver . O mais correto vc já está fazendo mandar os filhos para fora . Meus filhos ficam revoltados quando falo isto , mas deveria ter feito com eles . Como meu irmão fez com as filhas . Está aqui sofrendo a ausência mas seguro que os descendentes vão estar em algum lugar aonde Sandel vê futuro . Lutar por mérito aonde dão valor a isto .

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Vólgano Pulcheri Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s