Livros lidos em Setembro de 2019

Eu andava lendo muito pouco. Depois de emendar Mestrado e Doutorado, acho que dei uma arriada total. Desculpas existem aos montes: trabalho excessivo, redações e mais redações para corrigir, cansaço, saco cheio, vontade de, no tempo livre, curtir a vida, a rua, o sol, os amigos ou, simplesmente, o não fazer nada.

Passado um tempo, porém, me dei conta de que estava gastando horas em grupos de Whatsapp, num bombardeamento de leituras superficiais, por sua natural efemeridade na liquidez das redes sociais e que não só nada me acrescentavam, como também deixavam um vazio tremendo.

Resolvi mudar.

Como estava sem ritmo, comecei com um desafio vergonhosamente pequeno para uma pessoa que trabalha com a língua materna e é da área das Letras. Criei a meta de ler, ao menos,10 (acreditem! Só 10!!!) páginas por dia de um livro, além das leituras normais de jornais e meus poemas diários, claro! (Leio poema todos os dias.)

O desafio que criei para mim mesma deu tão certo, que hoje estou aqui, dia 30, com a lista dos 12 livros que li em setembro. Ao todo já foram 72 livros este ano, quase 14 mil páginas, o que dá uma média de 50 páginas por dia. Agora minha meta é passar dos 100 livros até 31 de dezembro.

Números e metas, porém, não dizem muito se não houver qualidade. No mundo louco que estamos vivendo hoje, em que palavras estão tendo seus significados desavergonhadamente deturpados por interesses escusos, só posso dizer que meus olhos estão enxergando muito melhor a cada nova leitura. Sinto-me mais crítica, menos preconceituosa, menos restritiva, mais aberta às diferenças, mas também menos tolerante às intolerâncias porque não se pode defender o indefensável.

E os desafios se desdobram… Optei por ler, por exemplo, mais escritorAs e mais escritorAs Negras para reorganizar, ou melhor, desorganizar o que me foi ensinado e reproduzido ao longo de toda a minha formação. Também estou tentando ler autoras ou autores de países distintos para conhecer suas realidades, suas narrativas e jeitos de pensar o mundo. E assim sigo Tatiando a vida e lendo o mundo.

Segue a lista de setembro:

1. De amor tenho vivido – 50 poemas, Hilda Hilst.

2. 50 poemas de revolta, Vários autores.

3. Primeiro caderno do aluno de poesia, Oswald de Andrade.

4. Sobre o autoritarismo brasileiro, Lilia Moritz Schwarcz.

5. Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano, Grada Kilomba.

6. Outros jeitos de usar a boca, Rupi Kaur (ebook Kindle).

7. Rubem Alves Essencial: 300 pílulas de sabedoria, Rubem Alves (ebook Kindle)

8. Reunião de poesia: 150 poemas selecionados, Adélia Prado (ebook Kindle)

9. Toda poesia, Paulo Leminski.

10. O crime do cais do Valongo, Eliana Alves Cruz.

11. FEM, Poesia Feminista, Carla Coregoso.

12. Necropolítica, Achille Mbembe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s