Os (ir)responsáveis e seus “reizinhos”

Hoje, meses depois do ocorrido, li esta notícia compartilhada pelo Whatsapp por uma colega de trabalho. Ela pode ser lida aqui.

Fiquei estarrecida.

Isso me mostra muito bem o que vivemos hoje nas escolas e na vida com os (ir)responsáveis que não dão conta de seus filhos, os “reizinhos”.

Esses pais me lembram os adolescentes que, quando contrariados em suas vontades por seus Responsáveis, pensam em matá-los. Todo adolescente já deve ter pensado (pensar e realizar são duas coisas bem distintas) um dia na morte da mãe ou do pai. Isso faz parte do processo de amadurecimento e entendimento de que as coisas e as pessoas não estão ali para a sua satisfação pessoal. É normal! O problema é que tem gente que não amadureceu e hoje, já adulto, ou melhor, “adulto” no papel de (ir)responsável por outro menor, acha que pode resolver tudo “matando” o que o atrapalha.

Estamos num barco à deriva… A situação está bem feia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s