Tempo Tempo Tempo

Hoje faz DOIS ANOS que me doutorei.

Como passa rápido…

Às vezes, paro um pouco – pensando com meus botões, na minha filosofia de botequim – e percebo que sempre valorizei as construções concretas porque elas acabam representando o que somos. Sabe aquela história de plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho? Pois é. Acho que isso é a essência da mistura plena entre o ser e o ter. Principalmente porque o tempo passa muuuuito rápido e muito se perde no caminho.

Então, o que fica?!

Somente o que construímos na essência e vivemos na realidade.

Por isso digo sempre: sejamos autores e protagonistas de nossa própria história. Não deixemos que outros a contem por nós. Quando isso acontece, somos colocados como meros coadjuvantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s