“Três anúncios para um crime” (2018)

Às vezes, é preciso coragem pra dizer que o quadro que os grandes críticos dizem ser uma obra de arte rara não é tão magnífico assim… Principalmente quando é só uma opinião de uma mera espectadora ignorante da Sétima Arte. Mas…

Some uma terra quase que totalmente sem lei a algumas pessoas sofridas e outras idiotizadas. O resultado é uma cidadezinha tipicamente americana, no Estado de Wyoming, na qual seus policiais (quase todos) brancos, racistas e sexistas, com um sentimento de autoridade acima da lei, fazem o que querem, a qualquer hora do dia ou da noite, mas também não resolvem casos de justiça com as próprias mãos.

É verdade que “Três anúncios para um crime” consegue mostrar a polivalência sentimental e relacional dos seres humanos; ratifica, também, a ideia de que somos verdadeiras metamorfoses ambulantes; e não se pode ignorar que explora a dor da perda de uma filha num crime bárbaro e a relação de valor e de respeito que toda uma cidade dá a isso. Entretanto, acho que, para se chegar a essas percepções a partir de como esse filme especificamente se apresenta, é preciso um pouco de criatividade e muito boa vontade. A história em si, com muitas personagens que se mantêm numa superficialidade árida, não ajuda.

Há personagens, a meu ver, estereotipadas demais!

Pergunto-me se são artificiais mesmo ou se é uma excelente e irônica representação da imbecilidade humana.

Posso até me arrepender do que estou dizendo depois de ler algo sobre o filme ou trocar ideias com amigos, mas minha primeira impressão, ainda no calor da emoção de quem terminou há pouco de ver um dos concorrentes ao Oscar-2018, é esta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s