“Monsieur & Madame Adelman” (2017)

Voltei a escrever blog também por causa do cinema. Já estava com uma vontadezinha de retornar a um ambiente em que pudesse arquivar o que digo e acessar qualquer item quando quisesse. Meu amigo Sérgio Lima me deu uma boa cutucada aqui para fazer isso. Acho que valeu a pena! Amo pensar alto o que bate em meu coração e ativa minha cabeça. E bons filmes geram em mim essa inquietação. Fico ruminando, ruminando… Não sou boa de nomes. Nunca fui. Não decoro nomes de diretores; atores, gravo poucos; consigo até trocar títulos de filmes… Juro que um dia ficarei bem esperta nisso! Escrevo minhas resenhas, entretanto, com a alma de quem mergulhou na telona e entrou com tudo na história. Meu pequeno texto abaixo foi publicado no Facebook e no Instagram, no dia 06 de agosto. Eu e meu marido havíamos assistido ao filme no Estação Net de Botafogo, no dia 05. Lá vai!

Monsieur & Madame Adelman

Assistam!!!

O meu/seu relacionamento conjugal pode virar um curioso e interessante material para um filme espetacular. Quando as coisas mais banais e sem refinamento algum são enxergadas como parte da construção de algo maior, elas viram um rico material dramatúrgico. O filme “Monsieur & Madame Adelman” mostra isso. Do primeiro encontro – sem romantismo algum – a uma paixão avassaladora – meticulosamente planejada por quem narra a história -, tudo pode ser dramatizado. Desde que o narrador seja muito bom no que faz, claro! E é assim que conhecemos toda a história de um relacionamento louco, torto, com suas tristezas e alegrias, sucessos e decadências, sorrisos íntimos e traições. Traições tão complexas que atingem até o espectador.
Mais um filme que se embrenha nas questões íntimas da vida de um escritor, que mistura, num delicioso realismo, as relações entre ficção e realidade, entre autor e narrador. Já tinha adorado as relações entre ficção e realidade, autor e narrador em o  “O cidadão ilustre”, argentino. Agora este francês: “Monsieur & Madame Adelman”, do diretor, roteirista e ator, Nicolas Bedos, e da roteirista e atriz, Doria Tillier. Imperdível!!!
Aliás, não posso deixar de dizer que Madame Adelman é uma senhora personagem feminina. Que mulher! Decidida e autêntica, sabe muito bem o que quer. Do início ao fim!

Monsieur e Madame Adelman

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s